Sistema delivery grátis: funciona de verdade?

Você precisa de um sistema delivery grátis para otimizar as vendas em seu negócio, mas não sabe se vale à pena, ou, se funciona de verdade? Confira como o software pode ser vantajoso para o seu negócio!

O sistema delivery grátis funciona?

Segundo uma pesquisa feita pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) em 2015, o delivery do ramo alimentício teve um faturamento de R$ 9 bilhões de reais no Brasil. Quatro anos depois, a Abrasel fez outro estudo e afirmou que o setor de delivery movimenta R$ 11 bilhões por ano em nosso país.

Esses altos valores mostram como o serviço de entregas ganhou enorme importância em solo nacional. Cada vez mais, os restaurantes e bares precisam utilizar esse serviço para aumentar os seus lucros. Além disso, ter um sistema delivery grátis pode ser uma ótima alternativa em tempos de pandemia.

Basicamente, a resposta para o título deste texto é “sim”, o sistema delivery grátis realmente funciona. Contudo, é preciso que ele seja muito eficiente, pois existem muitos comércios oferecendo esse mesmo tipo de serviço. Nos próximos parágrafos, confira algumas dicas para tornar o seu delivery mais eficiente e atrativo.

Vantagens do sistema delivery grátis

Locais de Entrega

Sempre que um comerciante resolveu trabalhar com delivery, ele precisa definir o seu local de atuação. Por exemplo, ele pode fazer as entregas apenas no bairro em que ele está, nos bairros vizinhos ou em toda a cidade.

Antes de tomar essa decisão, o comerciante precisa entender quais são os custos gerados pelo delivery. Por exemplo, existem comércios que calculam o preço de suas entregas incluindo a distância do trajeto. Por sua vez, existem outros que preferem cobrar um valor fixo que arca com todos os custos necessários.

Horário de Entrega

Outro ponto importante do sistema delivery grátis é o horário de atendimento. Existem comércios que preferem utilizar o delivery apenas em um período do expediente (manhã, tarde ou noite).

Por sua vez, existem outros que oferecem o delivery apenas aos finais de semana. Tudo vai depender do número de pedidos e de quanto a empresa está lucrando com o sistema de entregas.

Número de entregadores

Depois que forem definidos os períodos de entrega e os locais de atendimento, é preciso definir o número de entregadores. Se a empresa acredita que vai fazer muitas entregas, ela precisa de uma equipe cuja função seja apenas o delivery. Dessa forma, será mais fácil entregar os produtos dentro do prazo.

Treinamento para entregadores

Muitas vezes, os clientes ficam chateados quando sua comida chega revirada ou danificada de algum modo. Eles se frustram ainda mais quando vão relatar o problema ao entregador e recebem um péssimo tratamento.

Quando isso acontece, o comércio perde mais que um cliente. Com a existência das redes sociais, aquele cliente insatisfeito pode falar muito mal daquela empresa em alguma postagem, o que pode manchar muito a imagem daquele negócio.

Para evitar esse problema, é preciso treinar os entregadores para que eles tratem os clientes com gentileza e educação. Em muitos casos, eles são o único meio físico entre o cliente e a empresa. Ou seja, o modo de agir deles influenciará muito a imagem daquele comércio perante as pessoas.

Como montar um Pet Shop Móvel

Pensa em montar um pet shop móvel mas não sabe nem por onde começar? Então esse artigo é para você. Confira como montar e como funciona um Pet Shop móvel!

Primeiramente, é preciso entender que um Pet shop móvel nada mais é que um Pet shop sobre rodas, na mesma linha dos já bem conhecidos food truck e, assim, levando a loja e serviços aos seus clientes.

Lembrando que muitos animais têm medo de andar de carro, o que é um ponto a favor desse tipo de negócio, já que esse medo as vezes se torna um grande impeditivo para idas ao Pet Shop, sendo também muito desconfortável para o dono, fazendo do Pet Shop móvel uma ótima alternativa.

Vale saber que enquanto esse tipo de negócio já é bem comum nos Estados Unidos, com muitos pet shops sobre rodas, por aqui isso ainda é novidade, embora esteja começando a surgir , de uma forma ainda tímida, por aqui.

Na verdade, principalmente, nos dias de hoje, essa pode ser uma alternativa de negócio muito lucrativa. Quer saber como montar o seu Pet Shop de sucesso? Confira aqui com a gente!

Como funciona um Pet Shop móvel?

Embora pareça algo muito complexo, na verdade, é até bem simples montar um Pet Shop móvel. Para isso, só é preciso ter uma van ou furgão adaptado, para poder organizar os produtos e poder oferecer os serviços, tais como:

  • Venda de ração, brinquedos e acessórios;
  • Banho;
  • Tosa;
  • Medicamento;
  • Dog Walker (passeador de cães).

Lucro de um Pet Shop móvel

Quanto ao lucro, calcula-se que ele pode passar os R$ 15 mil mensais, e o custo médio com veículo e adaptação pode variar entre R$ 80 mil e R$ 150.000.

Passo a passo para montar um pet shop móvel

A boa notícia é que além de se mostrar uma forma bem mais prática de oferecer os serviços, montar um pet shop móvel também é bem mais simples do que montar um Pet Shop tradicional.

Certamente, um Pet Shop móvel possibilita atender mais clientes, embora existam alguns desafios a serem vencidos, como:

  1. Escolher o veículo

É preciso o encarar como uma clínica, propriamente dita, por isso, vale priorizar o conforto e o espaço, esquecendo um pouco o custo.Só muita atenção aos juros na compra a prazo.

Algumas opções de furgão:

  • Iveco Daily
  • Fiat Ducato
  • Lifan Foison
  • Renault Master
  • Mercedes Sprinter
  • Reboque com Trailer
  1. Acertar na escolha da empresa que irá adaptar o veículo

Pesquise muito a empresa que fará a adaptação do veículo, não arrisque seu dinheiro, procure as que já são do mercado, tais como Revest Tudo, Fagbrasil, Greencar, Ecoxuindademovel, por exemplo.

Lembrando que o veículo terá que contar com revestimento interno apropriado para ter todo o equipamento necessário para tratar os animais, tendo que ter mesa de tosa, banheira, jato de água com temperatura controlada, dois tanques de água (com água limpa e água suja), secador e um gerador de energia; além de um revestimento externo que servirá como fachada e vitrine para a sua empresa móvel.

Vale saber que algumas empresas já oferecem a adaptação completa do veículo, das paredes, hidráulico e elétrico, até o maquinário necessário, podendo chegar à R$10 mil.

Maquinário:

  • máquina desembaraçadora (R$1000),
  • ducha (R$500),
  • máquina de tosa (R$1000),
  • kit de escovas (R$350) máquina de secar (R$8500),
  • total: R$11.350.
  1. Legalizar seu negócio

É preciso ter em mente que diante da lei, seu negócio é igual ao de um pet shop comum, por isso, será necessário um responsável técnico (veterinário) de acordo com o Decreto nº 40.400/1995, artigo 3º, assim como realizar todas as etapas burocráticas para criar uma empresa: CNPJ, entre outras liberações.

E atenção, é preciso que a carteira de motorista seja de categoria B, principalmente, no caso de veículos muito grandes e pesados C.

  1. Criaruma tabela de preços

Certamente, até pela praticidade e pelos custos de montar esse negócio, é justo cobrar mais do que um pet shop comum, até mesmo chegar a 20% a mais em serviços e produtos.

Exemplo, no caso de conseguir oferecer 23 serviços por dia, com duração de 30 minutos cada e um valor médio de R$50,00, isso pode corresponder a uma média de R$1.200,00 de lucro bruto por dia, ou R$30.000 mensal.

Certamente, isso é só um exemplo.

  1. Invista em administração e marketing

Procure se informar ao máximo de como administrar o seu negócio, assim como, conhecer estratégias de marketing, que vão fazer total diferença no sucesso, ou não, de seu negócio, e vale apelar para um sistema para automatizar esses serviços e ajudar na gestão de seu Pet Shop.

  1. Importância de um sistema de gestão

Sem dúvida, nesse mercado muito competitivo, sai na frente quem tem uma gestão eficiente e, nesse sentido, um sistema de gestão oferece tudo o que precisa para uma administração sem dores de cabeça.

Dentre outras coisas, um sistema de gestão oferece controle de fluxo de caixa, de estoque, agendamentos, gestão financeira, entre outros serviços de administração e gestão.

Sem dúvida, esse tipo de sistema permite visualizar o que precisa ser melhorado, ter um maior controle das vendas e lucros…

Lembrando que atualmente já podemos contar com muitos softwares que fazem todo esse serviço de gestão, como nuvemvet, por exemplo, que oferece o melhor custo benefício e um ótimo suporte.

Como colocar sua conta Embasa no débito automático

São vários os serviços prestados pela Embasa, Empresa Baiana de Águas e Saneamento S.A, inclusive eficaz fornecimento da 2ª Via Embasa no débito automático.

Por vezes podemos esquecer de pagar um compromisso pré-estabelecido e, além da multa e juros sobre a dívida, ainda podemos ter o registro cortado.

Para evitar esses problemas e ficar tranquilo e em dia com seus pagamentos, vale a pena pensa em colocar sua conta da Embasa no débito automático.

Mas, antes disso é preciso saber se tudo está em ordem com seu imóvel, ou seja, averiguar se há algum débito. Isso pode ocorrer, principalmente, quando você adquire um imóvel novo e ainda não verificou as contas de água.

O melhor a fazer é se dirigir a um dos pontos de atendimento credenciado pela Embasa. Qualquer dúvida você por ligar para o número 0800 0555 195 pedindo um dos endereços disponíveis pela cidade.

Outra atitude positiva de sua parte é checar se possui alguma conta em atraso com a Embasa, para então pedir a 2ª Via de conta Embasa.

O procedimento também é fácil, basta ao consumidor checar dentro do site da Embasa, na aba SUA CONTA, clicando na opção “2ª Via de Contas“, no ícone Central Web de Serviços. A mesma informação, se for de seu interesse, poderá ser adquirida pelo telefone que disponibilizamos no parágrafo anterior.

Além de conseguir a segunda via Embasa e atualizar boleto Embasa no site da empresa, existe por lá uma maneira muito simples e fácil para o pagamento de sua conta de água e esgoto. Você sabe qual? Como mencionamos aqui, trata-se de programar esse seu compromisso em débito automático.

O nome abreviado para esse serviço facilitador é DAC – Débito Automático em Conta. Antes de mais nada é preciso que seu cadastro seja autorizado. Para tanto, faz-se necessário preencher e imprimir o formulário que está disponível no site. Depois disso, o segundo passo a seguir é entregar esse documento no banco. Após essa iniciativa você continuará a receber a conta em sua casa, mas fique atento para o detalhe de extrema importância: esta conta será apenas para conferência.

O melhor acontece depois que você tomar essa atitude inovadora. Na data prevista para o vencimento da fatura ela será paga automaticamente, debitada em sua conta corrente, no banco de sua preferência. Viu como é fácil? Desse modo tecnológico não há preocupações com o esquecimento. Fique sempre em tranquilidade, evitando as filas, as burocracias dos bancos e a perda de tempo desnecessária.

Preste atenção pois essa operação só pode ser feita pelos bancos previamente credenciados pela Embasa. Aqui você pode conferir a lista desses bancos que mantêm uma parceria com a empresa e são capacitados e autorizados para realizarem com segurança o débito automático de sua conta de água e esgoto. Entre os bancos estatais, ou seja, do estado, que fazem esse serviço estão o famoso e tradicional Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal.

Mas você também tem as opções dos bancos particulares para esse serviço como o Itaú, Banco Santander, Bradesco, Santander, Citibank, HSBC, Mercantil do Brasil e Bancoob.

Novamente, ressaltamos que se você quiser preencher o formulário de autorização de débito Embasa em conta corrente é preciso entrar no site Embasa, procurar o item Central de Serviços, clicar em Sua Conta e depois partir para a opção débito em conta automática.

Atenção, porque antes de preencher o formulário indicado para a autorização de débito em conta você deverá ter em mãos a matricula de registro de seu imóvel. Sem isso não será possível concluir esta operação.

Uma outra  forma de conseguir o mesmo resultado, ou seja, passar a pagar sua conta de água e esgoto Embasa por opção de débito automático, é solicitar diretamente para sua agência de preferência realizar esse procedimento. Mas é importante que, obviamente, você tenha uma conta registrada na agência escolhida e que o banco tenha a parceria com a Embasa, como citamos nas informações acima.

CHAMADA DE TRABALHOS

O CONGRESSO ABTCP – CIADICYP 2018

Nosso melhor momento de produzir e reciclar ideias.

A grade e a temática desse grande encontro estão ampliadas e surpreendentes. Além dos trabalhos de pesquisadores das áreas já consagradas em edições anteriores, teremos novos diálogos e abordagens multidisciplinares sob o tema ALÉM DA QUARTA REVOLUÇÃO INDUSTRIAL: conexões humanizadas entre design inovação, tecnologia e cultura.

A ABTCP – Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel e RIADICYP – Red Iberoamericana de Doceria e Investigación em Celulosa, Papel y Productos Lignocelulósicos tem o prazer de convidar o setor de celulose e papel, universidades a apresentar propostas de trabalhos para seu 51º CONGRESSO INTERNACIONAL DE CELULOSE E PAPEL – X CONGRESSO IBEROAMERICANO DE PESQUISA EM CELULOSE E PAPEL, que terá lugar na cidade de São Paulo de 23 a 25 de outubro de 2018.

Os melhores trabalhos submetidos de cada sessão serão premiados durante o evento, não perca tempo e submeta seu trabalho agora mesmo!

51º CONGRESSO INTERNACIONAL DE CELULOSE E PAPEL | X CONGRESSO IBEROAMERICANO DE PESQUISA EM CELULOSE E PAPEL consistirá de mesas redondas, sessões técnicas e temáticas. CLIQUE AQUI para ver as regras específicas para submissão dos trabalhos que se estruturarão em torno das áreas temáticas.

ÁREAS TEMÁTICAS

Biorrefinarias, Bioeconomia, Celulose, Papel, Tissue, Bioprocessos e Biotecnologia, Florestal, Recuperação Química e Energia, Nanociência e Nanotecnologia, Automação, Indústria 4.0, meio ambiente.