Sistema delivery grátis: funciona de verdade?

Você precisa de um sistema delivery grátis para otimizar as vendas em seu negócio, mas não sabe se vale à pena, ou, se funciona de verdade? Confira como o software pode ser vantajoso para o seu negócio!

O sistema delivery grátis funciona?

Segundo uma pesquisa feita pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) em 2015, o delivery do ramo alimentício teve um faturamento de R$ 9 bilhões de reais no Brasil. Quatro anos depois, a Abrasel fez outro estudo e afirmou que o setor de delivery movimenta R$ 11 bilhões por ano em nosso país.

Esses altos valores mostram como o serviço de entregas ganhou enorme importância em solo nacional. Cada vez mais, os restaurantes e bares precisam utilizar esse serviço para aumentar os seus lucros. Além disso, ter um sistema delivery grátis pode ser uma ótima alternativa em tempos de pandemia.

Basicamente, a resposta para o título deste texto é “sim”, o sistema delivery grátis realmente funciona. Contudo, é preciso que ele seja muito eficiente, pois existem muitos comércios oferecendo esse mesmo tipo de serviço. Nos próximos parágrafos, confira algumas dicas para tornar o seu delivery mais eficiente e atrativo.

Vantagens do sistema delivery grátis

Locais de Entrega

Sempre que um comerciante resolveu trabalhar com delivery, ele precisa definir o seu local de atuação. Por exemplo, ele pode fazer as entregas apenas no bairro em que ele está, nos bairros vizinhos ou em toda a cidade.

Antes de tomar essa decisão, o comerciante precisa entender quais são os custos gerados pelo delivery. Por exemplo, existem comércios que calculam o preço de suas entregas incluindo a distância do trajeto. Por sua vez, existem outros que preferem cobrar um valor fixo que arca com todos os custos necessários.

Horário de Entrega

Outro ponto importante do sistema delivery grátis é o horário de atendimento. Existem comércios que preferem utilizar o delivery apenas em um período do expediente (manhã, tarde ou noite).

Por sua vez, existem outros que oferecem o delivery apenas aos finais de semana. Tudo vai depender do número de pedidos e de quanto a empresa está lucrando com o sistema de entregas.

Número de entregadores

Depois que forem definidos os períodos de entrega e os locais de atendimento, é preciso definir o número de entregadores. Se a empresa acredita que vai fazer muitas entregas, ela precisa de uma equipe cuja função seja apenas o delivery. Dessa forma, será mais fácil entregar os produtos dentro do prazo.

Treinamento para entregadores

Muitas vezes, os clientes ficam chateados quando sua comida chega revirada ou danificada de algum modo. Eles se frustram ainda mais quando vão relatar o problema ao entregador e recebem um péssimo tratamento.

Quando isso acontece, o comércio perde mais que um cliente. Com a existência das redes sociais, aquele cliente insatisfeito pode falar muito mal daquela empresa em alguma postagem, o que pode manchar muito a imagem daquele negócio.

Para evitar esse problema, é preciso treinar os entregadores para que eles tratem os clientes com gentileza e educação. Em muitos casos, eles são o único meio físico entre o cliente e a empresa. Ou seja, o modo de agir deles influenciará muito a imagem daquele comércio perante as pessoas.

Deixe um comentário